Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Cat May Book at a King

A Cat May Book at a King

Red Queen | Review

12.09.19, R.

red queen.jpg

                                                                                          (Red Queen)

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

"O mundo de Mare, uma rapariga de dezassete anos, divide-se pelo sangue: os plebeus de sangue vermelho e a elite de sangue prateado, dotados de capacidades sobrenaturais. Mare faz parte da plebe, os Vermelhos, sobrevivendo como ladra numa aldeia pobre, até que o destino a atraiçoa na própria corte Prateada. Perante o rei, os príncipes e nobres, Mare descobre que tem um poder impensável, somente acessível aos Prateados.

Para não avivar os ânimos e desencadear revoltas, o rei força-a a desempenhar o papel de uma princesa Prateada perdida pelo destino, prometendo-a como noiva a um dos seus filhos. À medida que Mare vai mergulhando no mundo inacessível dos Prateados, arrisca tudo e usa a sua nova posição para auxiliar a Guarda Escarlate - uma rebelião dos Vermelhos - mesmo que o seu coração dite um rumo diferente.

A sua morte está sempre ao virar da esquina, mas neste perigoso jogo, a única certeza é a traição num palácio cheio de intrigas. Será que o poder de Mare a salva... ou condena?"

Quando descobri este livro, a primeira coisa que me chamou a atenção foi a premissa da história. Prometia originalidade e diferença e para além disso, tem uma capa linda. Tudo me pareceu perfeito por isso obviamente decidi experimentar. Já o li 2 vezes e posso dizer que a minha opinião não se alterou muito quando o reli. 

No geral, é um bom livro. Tem uma boa premissa e é explorado de uma forma bastante curiosa, deixa-nos viciados e à espera da próxima cena. Mas também tem pequenas coisas que não fazem muito sentido e que foram deixadas para trás sem explicação, e é um pouco previsível. Gostei imenso da forma como a autora descreveu as diferenças entre os Prateados e os Vermelhos, conseguimos mesmo perceber toda a situação e criar imagens na nossa cabeça quanto a cada personagem, o que considero muito importante.

Um dos pontos mais importantes para mim ao ler um livro são as personagens. Precisam de ver cativantes, interessantes e acima de tudo, tenho que me identificar com elas. Se as personagens não tiverem uma história, se forem completamente postas ali sem explicação ou se não tiverem um pingo de emoção, não dá para gostar do livro. E isso de facto acabou por acontecer neste livro. Não me identifiquei de todo com as personagens porque sinto que a autora não nos deu a conhecer o suficiente sobre elas. A Mare não era também super interessante, parecia que estava ali só porque sim e que não tinha uma personalidade forte. Não se impunha, fazia tudo de acordo com o que o vento lhe trazia e não senti que tivesse as suas posições bem definidas. Não posso escolher uma personagem como preferida, porque nenhuma me demonstrou ser digna da minha confiança. 

Overall, é um livro bastante interessante, com uma história boa e uma escrita boa. O que fica a faltar são mesmo as personagens, que poderiam e deveriam ter sido bem mais exploradas. Gostei sim dos poderes dos Prateados, muito originais e importantes para a história. 

Aconselho mesmo que o leiam, porque apesar de não ser o meu livro preferido, ainda assim é bom e merece ter atenção. Já li também o próximo livro da coleção (Espada de Vidro) e quando terminar de o reler, farei uma review sobre o mesmo.

De 1 a 5, dou 3,5/4 estrelinhas a este livro!

Espero que tenham gostado, e contem-me se têm curiosidade em ler ou se já leram :)